Dando continuidade às reflexões sobre as múltiplas representações do que significa ser mulher, recebemos a cantora, compositora e percussionista Gerlane Lops, sambista olindense que foi uma das homenageadas do carnaval do Recife e do Colégio Pontual por ser símbolo de resistência e reinvenção do samba.